8 de ago de 2008

Salmo 91...



Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.
Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.
Porque Ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas estarás seguros; a sua verdade será o teu escudo e broquel.
Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia, nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Mil cairão ao teu lado, e dez mil à tua direita, mas tú não serás atingido.
Somente com os teus olhos contemplarás, e verás o castigo dos ímpios.
Porque tú, ó Senhor, és meu refúgio.
No Altíssimo fizeste a tua habitação.
Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda.
Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos.
Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra.
Pisarás o leão e o aspide; calcarás o filho do leão e da serpente.
Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome.
Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei.
Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação

Salmo 23...

O Senhor é meu pastor, nada me faltará.
Deitar-me faz em verdes pastos,
guia-me mansamente a águas tranquilas.
Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça por amor de seu nome.
Ainda que eu andasse pelo vale das sombras da morte,
não temerei mal algum, porque Tu estás comigo;
a tua vara e o teu cajado me consolam.
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos,
unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida
e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Um fardo pesado demais

Oh, o aperto gradual do ódio.
Seu estrago começa como a rachadura em meu pára-brisa.
Graças a um caminhão em alta velocidade numa estrada de cascalho, meu vidro foi trincado.
Com o tempo o trincado tornou-se uma rachadura, e a rachadura, um tributário sinuoso...
Eu não podia guiar meu carro sem pensar no ignorante que dirigia rápido demais.
Embora nunca o tivesse visto, podia descrevê-lo.
Ele era algum malandro vagabundo, que enganava a esposa. dirigia com seis latas de cerveja no banco e deixava a televisão tão alta, que os vizinhos não podiam dormir...
Já ouviu a expressão "cego de raiva"?
Deixe-me ser bem claro.
O ódio azedará a sua perspectiva e quebrará as suas costas.
O fardo da amargura é simplesmente pesado demais.
Seus joelhos se dobrarão sob a carga,e o seu coração se romperá embaixo do peso.
A montanha à sua frente já é bastante íngreme sem a opressão do ódio em suas costas.
A escolha mais sábia — a única escolha — é você abandonar a ira.


Você nunca será solicitado a dar a alguém mais graça do que Deus já deu a você.


Max Lucado

"Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias, e toda malícia seja tirada de entre vós."
Efésios 4:31

4 de ago de 2008


Deus conhece os corações!